prometo que essa não é maaaaaaaaaaaiiiiiiis uma daquelas dietas mirabolantes que prometem verdadeiros milagres.

para ilustrar este post eu procurei imagens no imagebank e no corbis pela palavra dieta/diet e percebi que ela não se detém à alimentação, mas também significa um estilo de vida: imagens de pessoas se cuidando, se alongando, meditando, cuidando pele, cabelo, sorrisos, etc…

amanhã de manhã, eu estou de saída para o interior de são paulo, irei passar 3 semanas num Centro de Vida Saudável (www.cevisa.org.br), mais popularmente conhecido como SPA. desde 2006, ano em que fui morar sozinha, bem longe dos cuidados e olhos exigentes da minha mãe, venho engordando periodicamente. me lembro como se fosse um ponto incial a última vez que usei a minha calça jeans preferida! dia 8 de junho de 2006. desde então veio o inverno rigoroso do rio grande do sul e me atraquei a comer, comer e comer… tenho comido o que tiver na frente, quando faz frio, calor, quando chove ou venta, quando estou sozinha, acompanhada, sentada, em pé e por aí vai!! em 2006 eu pesava (pásmem) 29 quilos a menos do que agora :O

muitas mudanças marcaram esses últimos 3 anos e talvez, por isso, o meu escape tenha sido a comida. a impressão que eu tenho é que até 2006 eu me conhecia e depois de tantas mudanças eu tbm mudei e me esqueci de quem eu era!!! hoje, eu não sei mais quem eu sou… não me reconheço quando olho para o espelho. não uso as minha ropuas preferidas e nem comprei roupas novas… não admito comprar roupas tão grandes… hunf!

relutei demais até admitir que eu estou com problemas, tanto que a iniciativa do SPA não foi minha, foi dos meus pais. até dias atrás eu chorava muito e não queria que meus pais gastassem tanto dinheiro nesta minha internação.

além de emagrecer, tenho outras expectativas dessa minha estadia no CEVISA. pretendo reaprender a como lidar comigo mesma. quero muito que a minha certeza e a responsabilidade de me cuidar “volte”!! pois o meu corpo, não é apenas o meu corpo, e sim é o templo do Espírito Santo. quero aprender a escolher bem (o que comer, quando e quanto comer ;))

além das expectativas psicológicas e espirituais…rsrsrsrs quero voltar pra casa e abandonar as massas brancas e o refrigerante e voltar habituada e disciplinada para fazer caminhadas diárias. (putz, acho que é o mínimo, pra começar)

na mala: muitas roupas de ginástica, tênis, maiôs, mp3 player, livros, saudades do marido e do Billy, força de vontade e esperança!!

prometo que darei notícias!! até breve e obrigada pela torcida de todos os amigos😉